Central de Alarme: O Guia Completo para Comprar o seu Primeiro Sistema de Segurança

central de alarmeUma central de alarme é um dispositivo  responsável por alertar os moradores ou trabalhadores de um local de possíveis invasões.

É uma tecnologia muito útil para evitar acidentes e roubos.

A central surgiu da demanda que não era suprida por portões e por muros.

Atualmente, sabemos que apenas os muros não podem impedir possíveis invasões a um local. É por isso que muitos optam por instalar alarmes em suas residências

De maneira geral, uma central de alarme é só uma central, que envia e recebe comandos. Pouca utilidade se estiver sozinha.

O ideal é quando você monta um kit de alarme com sensores, sirenes, controles e módulos ethernet, por exemplo. Você obtém o máximo que esse sistema pode te oferecer.

Os controles são partes dos dispositivos responsáveis pela ativação e desativação da central. Ficando fácil a ativação quando for dormir ou sair de casa, por exemplo.

Se você não estiver disponível, alguns sistemas de alarme contam com discadoras.

Assim que o alarme soar, uma ligação é feita para alertar os responsáveis do perigo de invasões.

central de alarme jfl


Tipos de central de alarme

Alguns tipos de alarme são os mais conhecidos e mais usados do mercado.

Eles dão uma segurança acima da média e são fáceis de encontrar para venda. Confira mais sobre eles a seguir.

O primeiro tipo de central de alarme monitorada (clique para conferir modelos).

Quando o alarme dispara, um sinal é enviado para um software de uma empresa de monitoramento.

É como se uma empresa estivesse 24 horas monitorando o acesso para ver se algo é disparado.

Qualquer sinal disparado será seguido do envio de um profissional para verificar o ocorrido.

No sistema não monitorado, o alarme é disparado apenas com um alerta.

Quem precisa ir ver o que ocorreu é o responsável pelo local, e não um profissional de uma empresa de segurança.

Esse sistema é mais individual e menos eficaz também.

Os alarmes GSM são alarmes com discadoras para te ajudar a proteger o local.

Quando o alarme é disparado, o sistema avisa o proprietário em seu celular ou no dispositivo programado. O aviso pode ocorrer por meio de um SMS, por exemplo.


Central de alarme com discadora

Uma central de alarme famosa no mercado é a que consiste em um sistema com discadora.

A discadora é a parte da central que faz o contato com o proprietário ou com a seguradora caso haja alguma ameaça.

Na hora de configurar o sistema, você pode colocar o número do seu celular para discagem automática, quando o alarme for disparado.

O mecanismo mais comum, nesses casos, é o envio de um SMS ao número, como já mencionamos anteriormente.

Assim, o proprietário pode verificar o que ocorreu para que o alarme fosse acionado. Se ele estiver indisponível, pode solicitar que alguém de confiança faça essa verificação.

É comum, também, que o sistema seja programado para discar para uma empresa de segurança quando há o disparo do alarme. Isso, quando você contrata uma empresa de monitoramento.

Nesses casos, o proprietário não precisa se preocupar por possíveis invasões.

Quando se trata de um sistema configurado para acionar uma empresa, o proprietário ainda pode ficar sabendo do ocorrido.

Isso dependerá do aparelho: muitas vezes, há local para acionar dois números no momento em que soar o alarme.

Veja uma lista de centrais convencionais com discadora: https://blogdocftv.com/go/central-convencional

kit central alarme


Qual tipo de central de alarme escolher?

O tipo de central de alarme dependerá muito das necessidades do local.

Você pode escolher um alarme mais simples, sem sistema de discagem, por exemplo, ou algo mais sofisticado, caso a propriedade seja de alto valor.

Para saber qual tipo de central escolher, você pode começar verificando as suas demandas.

Primeiro, entenda a região em que você se encontra: se é um local perigoso, se ocorrem muitas invasões, etc.

Depois, você deve verificar o valor da propriedade para não cair no prejuízo. Muitas vezes, em caso de residências, um simples sistema sem monitoramento basta para manter o local seguro.

Se a proteção for para um local coletivo, como uma empresa ou uma escola, você precisará de um sistema mais sofisticado.

Nesses casos, você pode usar uma central de alarme monitorada.

Não se esqueça de incorporar um alarme de incêndio nos locais coletivos, como os hospitais.

Eles funcionam da mesma maneira que os demais alarmes, mas detectam fumaça e mudanças de temperatura em vez de movimentos suspeitos.


Kits de central de alarme

Os kits de central de alarme possuem alguns itens essenciais para a instalação e funcionamento de dispositivos.

Antes de ficar quebrando a cabeça e fazendo pedidos picados, é sempre interessante, caso seja sua primeira experiência, comprar um kit de central de alarme pronto.

O primeiro elemento do kit são os sensores em si.

Ele é o dispositivo sonoro que vai detectar em caso da abertura da porta do local, ou em caso de movimentos estranhos.

Existem vários tipos disponíveis no mercado: desde os mais simples até os que tem a capacidade de ignorar animais, como o Pet 5002.

Depois, há a central de monitoramento.

Ela que enviará os sinais que matem o sistema em funcionamento todas as horas. O alarme só funciona se estiver conectado a essa parte receptora do sistema.

Ainda há os controles e a discadora. Os controles são os responsáveis por desligar ou ligar o alarme.

A maioria dos modelos pode disparar quando alguém conhecido entra no local, pois não há um reconhecimento. Para desligar o disparo, você deve mexer nos controles ou teclados de acesso.

A discadora é o mecanismo que faz contato com o proprietário ou com a seguradora em casos de ameaças. Ele é importante para garantir o funcionamento do sistema.

Por último, mas não menos importante, temos a sirene que faz o trabalho sonoro. Os fios para ligar uma coisa a outra, os conectores.

Oportunidade para o Leitor

São tantas as coisas que podem acabar confundindo o usuário! Por isso, resolvi compartilhar uma loja que confio e já vende diversos kits prontos.

Vão desde os mais simples e baratos, até sistemas mais completos. Tudo vai depender da sua necessidade.

Acesse através do link: https://blogdocftv.com/go/promocao-de-centrais


Marcas de central de alarme de destaque

Escolher uma central de alarme, é parte fundamental para ter uma segurança excelente ou ruim.

Eu sempre trabalho com duas marcas muito confiáveis:

  • JFL (excelente no quesito de alarme residencial)
  • Intelbras (líder no mercado)

Qualquer uma das duas escolhas, será excelente e você terá bons resultados. Seu cliente ou sua casa estarão seguros, pois eles oferecem os mais diversos tipos de kit de central de alarme.


Conclusão

Bom, chegamos ao final do nosso guia sobre as melhores centrais de alarme do mercado.

Espero que você tenha entendido um pouco suas funções e características e que possa escolher o modelo ideal para suprir a sua necessidade.

Caso tenha alguma dúvida, basta deixar um comentário aqui no campo abaixo e eu irei te ajudar!

Se ainda não tiver muita experiência, aconselho que escolha um kit pronto, para poupar e evitar dores de cabeça futuras.

Continue acompanhando o blog do CFTV.


Central de Alarme: O Guia Completo para Comprar o seu Primeiro Sistema de Segurança
5 (100%) 1 vote
Escrito por Rubens Fonseca
Um cara de família, honesto, trabalhador e que atua no ramo da segurança há alguns anos. Criei o blog para compartilhar conhecimento, algumas dicas e discutirmos sobre tendências da segurança eletrônica no nosso país.