4 dicas para manter os hackers longe das suas câmeras de segurança

Com mais pessoas adotando câmeras de segurança e optando pelo monitoramento das mesmas através da internet, o risco dessas imagens em tempo real serem acessadas por hackers se torna muito maior.

E se um hacker entra no seu sistema de vigilância, ele pode virar o jogo contra você e passar a assistir tudo o que você faz. Aqui estão algumas dicas interessantes para mantê-los afastados de você.

seguranca

1. Nunca se esqueça das atualizações

A maioria das câmeras de segurança disponíveis hoje oferece algum tipo de recurso de conectividade à Internet para acesso e atualizações remotas. Isso permite que o fabricante os mantenha atualizados com os mais recentes patches de segurança e correções de bugs.

Sem atualizações frequentes, sua câmera pode estar criando uma abertura para que um hacker possa acessá-la. Algumas câmeras baixam e instalam atualizações automaticamente, mas não todas.

Para verificar manualmente se há atualizações para a sua câmera, abra o aplicativo ou software fornecido com ela e navegue até o menu Configurações. Em “Sobre”, “Segurança” ou “Atualização de software”, você deverá ver a opção de verificar em qual versão está e instalar os patches mais recentes.

Se você está preocupado em manter-se atualizado com seu software devido a falhas e bugs, não fique. Diferentemente das atualizações da Microsoft e do Android, que são notoriamente problemáticas, as atualizações da sua câmera de segurança protegem os olhos digitais em toda a sua casa de serem invadidos. Nunca dê a eles a chance.

2. Evite senhas fracas

Os ataques de phishing estão aumentando em todo o mundo devido à pandemia da covid-19, o que significa que mais do que nunca você precisa de se proteger dos hackers que estão rondando a internet atrás dos seus dados pessoais mais valiosos.

Como um dos equipamentos mais sensíveis que você possui (a sua câmera de segurança), estas ferramentas podem ser uma porta de entrada para sua vida privada. Aqui está o que você deve fazer para tornar sua senha o mais forte possível:

  • Use senhas longas e complexas que alternam entre letras, números e símbolos.
  • Não use informações de identificação pessoal, como nome, data de nascimento, nome do animal de estimação ou cidade natal. Esses são dados fáceis para os hackers encontrarem e, uma vez encontrados, podem comprometer seu sistema facilmente.
  • Evite senhas comuns ou simples, por mais tentadoras que sejam. Opções como “senha1” e “12345” estão absolutamente fora de questão e são consideradas algumas das senhas mais fracas da web.
  • Não use senhas compartilhadas com outra conta. Se essa conta for comprometida, os hackers tentarão corresponder essa senha ao maior número possível de suas outras contas.

3. Use autenticação de dois fatores (se sua câmera puder fazer isso)

A autenticação de dois fatores adiciona uma camada extra de segurança à configuração da sua câmera. Você receberá um alarme sempre que alguém tentar fazer login sem a sua permissão ou de um dispositivo desconhecido.

Para configurar o 2FA, você precisará do seu smartphone. Quando ativado, você recebe uma mensagem de texto com um código toda vez que faz login. Sem o código, você não poderá acessar sua câmera. É simples assim. E se um hacker obtiver acesso à sua conta, ele não poderá entrar nela sem o seu telefone fisicamente na frente deles.

Estes dois últimos tópicos – sobre senhas fortes e a autenticação em dois fatores – são úteis inclusive se estivermos falando da sua segurança na internet de um modo geral.

No mundo todo, sites de bancos, de agências lotéricas e de cassinos online estão a oferecer dicas sobre senhas e a possibilidade da autenticação em dois fatores aos seus usuários. São duas ações que já se tornaram praticamente requisitos imprescindíveis à segurança de acesso na internet.

4. Verifique regularmente sua rede quanto a convidados não convidados

Se sua câmera de segurança estiver conectada à Web, isso significa que ela pode ser comprometida através da configuração de rede existente. Sua privacidade é importante, portanto vale a pena saber quem mais pode estar conectado.

Para ver todos os dispositivos conectados à sua rede, abra o menu de configurações do seu roteador. Para acessá-lo, digite seu endereço IP na barra de endereços do seu navegador. Geralmente, você pode encontrar esse endereço no adesivo anexado na parte inferior do roteador, mas muitos usam o endereço padrão 192.168.1.1.

Em seguida, faça login com seu nome de usuário e senha. Esse é o nome de usuário e a senha padrão do seu roteador ou um login exclusivo que você criou ao configurar o roteador pela primeira vez. Se você não souber qual é o seu login, ligue para o seu fornecedor para obter assistência.

Procure uma opção parecida com “Dispositivos conectados” ou “Lista de clientes”. Isso mostrará todos os gadgets usando sua conexão com a web. Role a lista com cuidado e observe tudo o que você não reconhecer. Normalmente, você também pode iniciá-los neste menu.

Se você vir algum nome ou dispositivo fora do comum, livre-se deles. A última coisa que você precisa é de alguém te espiando quando você menos espera.

 

Gostou do conteúdo?

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest

Você sabia?

A Amazon (a maior loja virtual do mundo) já está operando no Brasil e tem uma sessão de produtos de Segurança Eletrônica gigantesca e oferece descontos quase todos os dias

Você consegue economizar muito na hora de comprar seus produtos e manter sua casa segura!